Nota

Novo Moto E: o que o LTE precisava?

Tem também Snapdragon 410 e até câmera frontal, mas é claro que a aposta de todo mundo é se o Moto E vai provocar uma corrida do low-end para adotar o 4G, coisa que as operadoras (e a Qualcomm) esperam muito que aconteça – afinal, estão gastando um dinheiro firme em licenças, infra etc e tal.

Anúncios