Mais do que nos interessou na MWC 2016

Acho que agora não falamos mais de MWC.

A Xiaomi tenta ser uma empresa global, então fica complicado de fazer lançamentos escondidos somente para o fandom em Pequim. Por isso o Mi 5 saiu na MWC não é apenas um flagship (tem algum problema começar a chamar de nau capitânea?) – embora seja uma nau capitânea bem interessante, apesar de ajudar a reacender o debate sobre Full HD em aparelhos desse tipo (essa discussão é um porre).

(De bônus, o lançamento da Xiaomi serviu para confirmar que a Qualcomm é a grande vencedora da MWC 2016)

Pra não dizer que não falamos da Espanha, a local Wolder lança dois laptops convertíveis com Remix OS.

Mais escondido, já que só deve sair na Índia, Intex Aqua Fish com Sailfish 2.0. Pena que não tem mais informações além do post no Jolla Users.

Mais preocupante é, faltando um mês pra versão 16.04, estes hands-on do Meizu Pro 5 com Ubuntu.

Anúncios