Do que chamou nossa atenção no (pré)IFA 2016

ifa_layout_images_logo

A IFA mesmo começa na sexta, mas a ação que nos interessa fica nos dois press days.

O primeiro dos dias foi vencido pela Lenovo por causa do Yoga Book. – o tablet Android (tá, eu sei, pode vir com Windows 10 também) que veio zerar o mundo dos tablets Android (tá, eu sei, pode vir com Windows 10 também).

Já o segundo dia foi da Sony, com o Xperia X Compact – que, como todo Compact, não é nenhuma maravilha, mas praticamente sem concorrente pra quem quer o melhor possível com tela menor que 5″ – e o Xperia XZ – que é o topo de linha da Sony que todo mundo estava esperando… em fevereiro.

Agora podemos falar do resto.

A TP-Link está levado o mercado de smartphones a sério? Parece que sim, porque a linha Neffos ganha os X1 e X1 Max, um pouco mais além do que saiu na CES. Se a TP-Link lançar no Brasil, vai ser interessante vê-la competindo ali no mercado em torno de 1000 reais.

Na feira do Yoga Book, o único outro tablet digno de nota veio da Acer, e não é bem um tablet; o Chromebook R 13 é um Chromebook conversível com especificações capazes de competir com os tablets grandes com Android – e, lembrando, rodando apps Android.

A Samsung foi na IFA falar de Gear S3, que agora tem em modelos Classic e Frontier, com mais cara de relógio e o mesmo Tizen – afinal, os smartwatches são os porta-bandeiras do sistema operacional para a maior parte do mundo.

Anúncios