5 anos em que vivemos num mundo comandado pelo Raspberry Pi

Raspi-PGB001

Desde 29 de fevereiro de 2012 estamos na Era do Raspberry Pi. A pequena framboesa de Cambridge superou e muito sua ideia original de ser uma maneira de fazer estudantes se interessarem por ciência da computação: ajudou a criar a explosão dos makers e do IoT, mudou nossa percepção sobre o que é um computador, fez as pessoas normais se interessarem por SBCs e placas de desenvolvimento, obrigou a todo mundo (até a Intel!) a correr atrás (e não chegar), caiu nas graças também de sysadmins ao redor do mundo, permitiu que gente comum pudesse fazer coisas que, de outra maneira, não fariam. Mudou o mundo.

E tem maneira melhor de comemorar o 5º aniversário que lançar coisa nova? Não tem, né? Por isso apareceu o Pi Zero W; pelo dobro do preço do Pi Zero – ou seja, 10 dólares – o pequeno Pi Zero ganha Wifi e Bluetooth, o que significa que não há mais desculpa financeira pra ligar o que quer que seja à internet (se o ESP8266 não fosse suficiente).

E, agora, teremos um período de estabilidade em hardware, com a Raspberry Pi Foundation focando em software.

Anúncios