Nokia 3310 4G e Reliance Jiophone: os featurephones alcançam o paraíso do LTE

De maneira bem discreta, a HMD Global anunciou o Nokia 3310 4G na China.

Nokia-3310-4g.png

Além de LTE, Wifi e VoLTE, o Nokia 3310 4G conta com o YunOS, o fork AOSP da Alibaba, como sistema operacional, em vez do Series 30 das versões 2G e 3G; isso não significa que o Nokia 3310 4G seja um smartphone, mas sim um featurephone que roda um SO que suporta LTE.

(Certamente saberemos na MWC, quando a HMD lançar o 3310 4G para o resto do mundo, se o YunOS vai ser substituído na versão global do telefone)

Aliás, o Nokia 3310 4G não é o primeiro featurephone com LTE; o Jiophone, carro-chefe do espetacular sucesso da Reliance Jio na Índia, roda o KAI OS, que é… um fork do falecido Firefox OS.

Afinal, os featurephones precisam migrar para o LTE, certo? 5G tá aí, as operadoras querem fazer refarming das redes GSM e 3G… e nada como usar versões menores dos SO de smartphones que já existem.

 

Anúncios

O enterro do Firefox OS (e do B2G OS)

O enterro do Firefox OS, esperado desde fevereiro, finalmente vai acontecer.

Além do Firefox OS 2.6 ser o último release que virá da Mozilla Foundation, com a responsabilidade pelo Firefox OS para Smart TVs sendo do parceiro comercial (Panasonic?), todo o código do B2G OS (a versão “comunitária” do Firefox OS) foi retirado da árvore do Gecko, significando que um esforço comunitário para manter o B2G OS vivo vai ter que manter seu próprio fork da engine de renderização.

IMG_20151208_181239

Sim, temos H5OS (mas só para os parças da Acadine)

A Acadine encheu o peito pra anunciar que a primeira versão do H5OS está disponível para os parceiros.

O mais interessante? A Qualcomm falando que teremos aparelhos com Snapdragon (210 e 212) e H5OS ainda este ano… acho que da Alcatel OneTouch, que também entoou loas no press-release, foi a última grande usuária do Firefox OS e que deve ter pouca dificuldade em usar o H5OS.

Acho que saberemos mais na MWC.

A vida do Firefox OS além dos smartphones

Para quem estava esperando como a Fundação Mozilla reposicionaria o Firefox OS após sair dos smartphones, os sempre bem-contectados espanhóis do Hipertextual tem a resposta.

No sentido horário:

  • Firefox Pi, um computador dentro de um teclado que conteria um Raspberry Pi e estaria voltado à programação (já vindo com o Mozilla Webmaker embarcado)
  • Firefox Hub, um roteador com software Firefox e firewall, atualização automática, com um web server embutido
  • Firefox Pad, um tablet de 10″ com Firefox OS, somente Wifi e com atualização automática
  • Firefox Stick, todo o jeitão de fazer o Matchstick da maneira “mais certa”

[Atualizado] O Firefox OS morre nos smartphones para se manter vivo

Para se manter vivo, o Firefox OS sai do mercado de smartphones.

IMG_20151208_181239

Tem Smart TVs, tem Raspberry Pi, tem todo o mundo do IoT… e, para isso, finalmente a Fundação Mozilla viu a luz e vai deixar de gastar energia numa luta inglória. E provavelmente fazer browsers para Android e adblockers para iOS vai ser mais vantajoso para o usuário de smartphones do que um sistema operacional.

(via)

PS.: A Fundação Mozilla entra em modo de controle de danos. Controle de danos pra manter um morto-vivo já há algum tempo?