Do que chamou nossa atenção na (pré)IFA 2017

ifa_layout_images_logo.png

Sempre a pré-IFA, que são os press days, são mais interessantes que a IFA em si… mesmo sendo uma IFA em que nada de surpreendente aconteceu.

Porque estamos perto do Natal, e a IFA é uma feira enorme e que não é centrada em smartphones e tablets, é a hora perfeita de mostrar algumas atualizações: a Samsung anuncia novas versões dos seus wearables Tizen (este ano, Gear Sport e Gear Fit2 Pro), a Acer anuncia um novo Chromebook (este ano, uma nova versão do Chromebook 15), a LG anuncia novo topo de linha da série V (o V30 não tem mais segunda tela e o outro chaebol adota a tática da Sony de duas iterações anuais do seu topo de linha), a Sony atualiza mais uma vez seus topos de linha (voltou o Compact, oba!) e sua gama média, a volta da linha Moto X (e depois de dois anos de ausência, e da maneira Lenovo de fazer as coisas), uma edição especial do Blackberry KeyONE (a “Black Edition”)…

Mas volta e meia tem coisas inesperadas acontecendo…

Anúncios

Os novos Moto G4 e G4 Plus estão entre nós

motog4

Os Moto G4 e Moto G4 Plus estão na rua na Índia (fuso horário etc) e não devem demorar nada no resto do mundo.

gsmarena_008

Ambos tem tela Full HD de 5,5″ e Snapdragon 617; o Plus tem leitor biométrico, câmera com melhoras, 2/3/4GB de RAM e 16/32/36GB de armazenamento, enquanto o “normal” tem 16/32GB de armazenamento e 2GB de RAM.

É o suficiente para a Motorola manter o cinturão dos médios?

PS.1: Por algum motivo, a Lenovo manteve o Moto G de 5 polegadas, agora como Moto G Play.

PS.2: Saíram os preços no Brasil.

XT 1622 e XT1642 = XT1626 e XT1640 na Moto G4 matemática?

Os XT1626 e XT1640 passaram na Anatel no final de abril, e já tínhamos notado que havia pelo menos um sinal de que poderiam ser os Moto G de 4ª geração.

Enquanto isso, nos EUA, tivemos XT1622 e XT1642 – segundo se fala, Moto G e Moto G Plus (com leitor de impressões digitais). E também pode ser que tenha Snapdragon 617 e 2 ou 3GB de RAM.

Com o lançamento na terça 17, as peças da nova versão do campeão do mid-range Android vão se encaixar.

Como confundir um consumidor: o caso do Moto G Turbo

Havia um tempo em que a Motorola tinha um monte de linhas confusas, dando nó na cabeça do consumidor.

Aí o Google comprou a Motorola e cortou tudo; haviam apenas três linhas, E, G e X, com diferenças bem marcadas. O consumidor sabia exatamente o que atendia às suas necessidades.

Aí a Lenovo comprou a Motorola. O Moto X agora são três: Play, Style e Force. E agora temos o Moto G Turbo, que é praticamente um Moto X Play com tela menor.

Isso não vai acabar bem. Espero que mudem de direção rapidinho.

A Force do Moto X

O Moto X Force é basicamente a versão resto do mundo do Droid Turbo 2 para a Verizon americana, com a tela que não trinca nem estilhaça, o nylon balístico etc etc etc.

O ZTOP tirou umas fotos bem bacanas e avisou que o preço começa em 3149 reais. Caro, mas provavelmente se paga na quarta ou quinta queda.